Seção: Exercícios Mentais

Aula 35 – Ter tolerância em todos os momentos da vida

Hoje aprenderemos uma tarefa de casa que reforça várias outras que já aprendemos: ter tolerância em todos os momentos de nossa vida.

Lembremos, a ideia das tarefas de casas, dos exercícios mentais, é:

a) —auxiliar a reforma íntima;
b) —elevar nosso padrão vibratório;
c) —trazer qualidade de vida com o estabelecimento de uma dieta mental.

Somente conseguiremos avançar efetivamente, adotando, diariamente, em todos os momentos, a tolerância quanto a atos alheios.

Não podemos ficar alterados a cada ato alheio, não podemos achar que somos os donos da verdade e que apenas nossa posição e nossa visão é a correta.

Existem infinitas formas de ver o mundo e cada uma dela tem que ser respeitada.

Mais do que isso, conseguindo ser tolerantes, libertamos as pessoas e nós mesmos.

Vejamos algumas explicações de Emmanuel sobre o tema:

“Vive a tolerância na base de todo o progresso efetivo.

(…).

Tolerância, porém, não é conceito de superfície.

É reflexo vivo da compreensão que nasce, límpida, na fonte da alma, plasmando a esperança, a paciência e o perdão com esquecimento de todo o mal.

Pedir que os outros pensem com a nossa cabeça seria exigir que o mundo se adaptasse aos nossos caprichos, quando é nossa obrigação adaptar-nos, com dignidade, ao mundo, dentro da firme disposição de ajudá-lo.

Assim também, de alma para alma, é imperioso não tenhamos qualquer atitude de violência.

A brutalidade do homem impulsivo e a irritação do enfermo deseducado, tanto quanto a garra no animal e o espinho na roseira, representam indícios naturais da condição evolutiva em que se encontram.

Opor ódio ao ódio é operar a destruição.

O autor de qualquer injúria invoca o mal para si mesmo. Em vista disso, o mal só é realmente mal para quem o pratica. Revidá-lo na base de inconsequência em que se expressa é assimilar-lhe o veneno.

É imprescindível tratar a ignorância com o carinho medicamentoso que dispensamos ao tratamento de uma chaga.

Quem com os lábios repete palavras de perdão, de maneira constante, demonstra acalentar a volúpia da mágoa com que se acomoda perdendo tempo.

 Perdoar é olvidar a sombra, buscando a luz.

Oferece-nos o Cristo o modelo da tolerância ideal, em regressando do túmulo ao encontro dos aprendizes desapontados. Longe de reportar-se à deserção de Pedro ou à fraqueza de Judas, para dizer com a boca que os desculpava, refere-se ao serviço da redenção, induzindo-os a recomeçar o apostolado do bem eterno.”

Jesus não perde tempo desculpando, porque não precisa, tem tolerância e compreende, estando mais preocupado em agir no Bem.

Portanto, em complementação a tarefa de casa número 16º (compreensão), procuremos ser tolerantes em todos os atos da vida:

a) —Em casa com os familiares que convivem conosco (onde costumamos ser mais cruéis, em especial com os pais, pela liberdade que possuímos).
b) —No trabalho, aceitando as opiniões contrárias e compreendendo os erros alheios.
—c) Com os amigos, entendendo que cada um tem o direito de ser feliz da forma que acha ideal.
—d) No centro espírita, evitando melindres desnecessários.
—e) No trânsito, não explodindo por erro alheio e dificuldades.

Ser tolerante é passo fundamental para nossa dieta mental que busca manter nosso padrão vibratório elevado, em sintonia com as esferas superiores, resultando, sempre, em qualidade de vida e reforma íntima.

*

Instale o aplicativo Periscope e siga @BrenoCosta, teremos aulas e palestras ao vivo, sem custo, basta instalar, cadastrar e seguir.

 *
Mensagem de Encerramento:

4 Comentários

Alessandra { 10 de outubro de 2014 às 16:17 }

Excelentes ensinamentos,que Jesus esteja sempre conosco nos dando força para a jornada e paciência com tudo!

Eunice E. Corrêa { 21 de novembro de 2014 às 7:57 }

Maravilhoso ensinamento!! Obrigada por compartilha-lo!!!

Sills { 29 de novembro de 2014 às 12:26 }

precisava ter lido isso! Veio na hora certinha!

Rose Eliane { 19 de fevereiro de 2015 às 21:49 }

Senhor,me ajude a adquirir equilibrio e paciencia.

Deixar um Comentário

Mensagens
Palestras todas as terças-feiras às 20:00 hrs no Núcleo Espírita - Amor e Paz
Rua Coronel José Bráz, 682 - Marília / SP

Clique aqui para ver a localização no mapa
| Clique para entrar em contato