Seção: Estudo das Obras do Espírito André Luiz

Aula 11 – Vampirismo (absorção de energias)

Neste estudo, entenderemos como funciona o processo de absorção de energias no fenômeno conhecido como “vampirização”. Além disso, veremos a força enérgica da oração e Evangelho no Lar. Por fim, mais um execício mental/prática edificante para adotarmos em nosso dia a dia.

*

1 – Revisão

Aprendemos que o chamado mundo espiritual possui diversas dimensões vibratórias, formando diversos planos de existência.

Entendemos que vivemos na terceira dimensão (esse nome em razão de que o nosso mundo é tridimensional, altura, largura e profundidade).

Os Espíritos desencarnados habitam a quarta dimensão da matéria, que seria um Mundo Maior que o nosso. Por isso, quem está na terceira dimensão não vê quem está na quarta, mas quem está nesta vê quem está na terceira (salvo médiuns que possuem faculdade extra-sensorial capaz de perceber mais de uma dimensão vibratória).

2 – Vampirismo (processo de absorção de energias do encarnado)

Vamos relembrar o que é vampirismo.

O espírito desencarnado, na busca por sensações de ordem inferior, se afeiçoa a determina pessoa encarnada que possui afinidade vibracional com ele e, a partir daí, passa a conviver com a pessoa.

Durante este convívio, costuma induzi-la a fazer suas vontades, principalmente no que é ligado ao vício.

Mas, como funciona esta simbiose, ou seja, como o espírito desencarnado absorve os fluídos emitidos pelo espírito encarnado?

Vamos primeiro ver a descrição de André Luiz ao analisar o corpo espiritual de alguns frequentadores do Centro Espírita (fls. 27 e seguintes; Missionários da Luz):

Pessoa viciada ao sexo desregrado: “Fiquei estupefato. As glândulas geradoras emitiam fraquíssima luminosidade, que parecia abafada por aluviões de corpúsculos negros, a se caracterizarem por espantosa mobilidade. (…). as mais vigorosas daquelas feras microscópicas situavam-se no epidídimo, onde absorviam, famélicas, os embriões da vida orgânica. Estava assombrado. Que significava aquele acervo de pequeninos seres escuros? Pareciam imantados uns aos outros, na mesma faina de destruição”.

Outra pessoa, agora viciada nas bebidas alcoólicas: “Espantava-me o fígado enorme. Pequeninas figuras horripilantes postavam-se, vorazes, ao longo da veia porta, lutando desesperadamente com os elementos sanguíneos mais novos. Toda a estrutura do órgão se mantinha alterada”.

Por fim, pessoa viciada aos excessos da alimentação: “Em grande zona do ventre superlotado de alimentação, viam-se muitos parasitas conhecidos, mas, além deles, divisava outros corpúsculos semelhantes a lesmas voracíssimas, que se agrupavam em grandes colônias (…). Semelhantes parasitas atacam os sucos nutritivos, com assombroso potencial de destruição”.

São casos de pessoas que comentem excessos durante a vida terrena.

E o que são estes seres descritos por André Luiz, estas espécies de larvas existentes no corpo espiritual que ficam devorando os fluídos emitidos do corpo físico?

Pois bem, os vícios terrenos alteram a vibração mental do indivíduo.

Com a alteração e desequilíbrio da mente, o corpo mental mantém-se em vibração densa; isso acumula energia densa em sua atmosfera psíquica (campo mental); esta energia é absorvida pelo chacras; e, nos centros energéticos (chacras) mais desequilibrados (a depender do vício), surgem as larvas, que se alimentam desta energia desprendida pela vibração doentia contínua.

Dentro do nosso próprio organismo físico também não vivem bactérias e até mesmo vermes? Todos os médicos e nutricionistas afirmam que é saudável, duas vezes por ano, tomar algum medicamento para eliminar vermes. Quem não toma, continua vivendo, com vermes em seu aparelho digestivo.

Da mesma forma, o corpo espiritual, quando em desarmonia, dá origem ao surgimento de espécies de larvas, que se alimentam das energias emitidas.

Pois bem, estas larvas se alimentando da energia emitida pela pessoa, tornam-se “portadoras de vigoroso magnetismo” (fl. 38, Missionário da Luz”).

O espírito desencarnado (pessoa em outra dimensão vibracional) que ainda possui a mente viciada nas sensações da vida material, deste plano de existência, se aproxima da pessoa encarnada e se alimenta, por absorção, das energias magnéticas contidas nestas larvas.

Porque, quando encarnada, estava habituada à emissão destes fluídos pelas larvas espirituais.

Importante entender o procedimento: o vício desequilibra a mente; a mente desequilibrada torna denso o corpo mental e corpo espiritual e, em especial, os centros enérgicos envolvidos; estes lugares acumulam matéria densa que dá origem ao surgimento de espécies de larvas que se alimentam desta matéria; estas larvas tornam-se carregadas de magnetismo que servem de atração/alimento a espíritos que são viciados nesta espécie de energia.

O mentor de André Luiz explica:

“Naturalmente que a fauna microbiana, em análise, não será servida em pratos; bastará ao desencarnado agarrar-se aos companheiros de ignorância, ainda encarnados, qual erva daninha aos galhos das árvores e sugar-lhes a substância vital”.

Esse processo de vampirismo é instintivo. Todo o processo é feito naturalmente e rapidamente.

O Espírito vampirizante, muitas vezes, o faz sem entender como ocorre.

Acaba por absorver também as energias vitais da vítima, porque as espécies de larvas sugam também a energia vital, por isso ficam carregadas de magnetismo. Resultado: enfermidade da vítima.

Esse magnetismo absorvido pelo espírito infeliz, dá-lhe a ideia de vida material. Sente-se novamente vivo nesta dimensão vibratória, em estado de euforia.

Filme: “Sozinho?”

Demonstra bem o processo de vampirismo. Ele ocorre naturalmente. Estamos analisando profundamente o procedimento, mas na prática ele ocorre automaticamente.

Assim, estas espécies de larvas surgem da emissão de vibrações densas oriundas do vício da pessoa encarnada e se alimentam das energias liberadas pelo corpo. Se alimentando destas energias, tornam-se portadoras de vigoroso magnetismo animal, este magnetismo é o que serve o espírito desencarnado vampirizador.

 

Como se proteger de espíritos vampirizadores?

Simples: adotar hábitos saudáveis e manter a mente sã, harmônica e saudável.

Assim, suas emissões vibratórias serão elevadas, o que repercutirá no seu corpo espiritual, não dando origem a estas espécie de larvas, não havendo nenhuma espécie de vampirização.

Isso é fácil? Claro que não!

Em nosso estágio evolutivo é muito difícil manter-se longe de qualquer vício material e com a mente sempre harmônica.

Daí que é importante frequentar uma casa de oração, fazer caridade, realizar exercícios mentais para alterar a vibração de nossa mente.

No mesmo capítulo em que explica o vampirismo, André Luiz narra o socorro espiritual recebido por todos aqueles que frequentaram a casa de oração, realizando uma limpeza no corpo espiritual.

Dessa forma, a oração e a prática do bem surgem como uma higienização da mente e do corpo espiritual.

Eles afirmam taxativamente: o maior remédio contra o vampirismo é a oração.

Por meio dos exercícios mentais e de pequenas práticas em nosso dia a dia, mudamos nossa vibração mental, colocando-nos em sintonia com a superioridade superior, trazendo, dentro de inúmeros benefícios, a higienização de nossa mente.

Como visto, nossa mente dá origem ao corpo mental, este ao corpo espiritual e este ao corpo físico, demonstrando a importância de equilibramos nossos pensamentos.

Não é por acaso que as grandes inteligência de nosso planeta afirmam que o pensamento é tudo.

O nosso passado (hábitos mentais até o presente) determinou o nível de nossos veículos de manifestação (corpos mentais, espirituais e físico).

O nosso presente (hábitos mentais e práticas diárias que alimentamos) determinará o nível de nossos veículos de manifestação no futuro próximo.

Este foi o procedimento de absorção no vampirismo descrita por André Luiz.

 

Existem outros.

Por exemplo: quando alimentando o pensamento em determinado vício, este pensamento dá origem a “forma pensamento”, uma condensação de energia.

Esta energia condensada fica em sua atmosfera psíquica, ligada ao seu campo mental (corpo mental).

Espíritos infelizes se alimentam diretamente desta energia, comendo-as e sugando-as.

O uso de álcool e demais excitantes também produzem esta energia (forma pensamento).

Assim, além de vermes no corpo espiritual, criamos, em torno em nossa atmosfera psíquica, uma condensação de energias densas (formas pensamentos).

Os dois servem de alimentação para os espíritos infelizes/necessitados.

Para encerrar:

Importante compreender que a “vítima” se compraz com a vampirização.

Ela recebe o estímulo e sua vontade (Gerência Esclarecida) fica feliz, aceita e se compraz. O vampirismo é mútuo.

3 – Força Enérgica da Oração e Evangelho no Lar

André Luiz, após passar pelo Umbral, chegou na cidade do Rio de Janeiro e lá se surpreendeu pela visão que teve, vejamos.

“Identificava, agora, a presença de muitos desencarnados de ordem inferior, seguindo os passos de transeuntes vários, ou colados a eles, em abraço singular. Muitos dependuravam-se a veículos, contemplavam-nos outros, das sacadas distantes. Alguns, em grupos, vagavam pelas ruas, formando verdadeiras nuvens escuras que houvessem baixado repentinamente ao solo”.

“As sombras sucediam-se umas às outras e posso assegurar que o número de entidades inferiores, invisíveis ao homem comum, não era menor, nas ruas, ao de pessoas encarnadas, em contínuo vaivém”. (fls. 179).

Após caminhar pelas vias, verificando o que foi narrado acima, André Luiz vai até uma casa de humilde família (mãe viúva e três filhos), onde funciona uma oficina da colônia “Nosso Lar”.

Esta casa, em razão do evangelho no lar e harmonia vibracional, possuía uma natural proteção contra espíritos inferiores.

O ambiente na casa era tão benéfico e equilibrado, que os espíritos (pessoas em outra dimensão) utilizavam-na como ponto de apoio para ministrar palestras e atendimento fraternal a pessoas desencarnadas e encarnadas (estado de sono).

Vamos ver o que acontece quando a família começa a fazer Evangelho no Lar:

“Tão logo começou aquele serviço espiritual da família, as luzes ambientes se tornaram muito mais intensas”.

“Profunda sensação de paz envolvia-me o coração”.

“Dona Isabel abriu o Novo Testamento, como se estivesse procedendo ao acaso, mas, em verdade, eu via que Isidoro, do nosso plano, intervinha na operação, ajudando a focalizar o assunto da noite”.

“Um amigo espiritual de nobilíssima condição, colocou a destra sobre a fronte da generosa viúva. (…). Aquele é nosso irmão Fábio Aleto, que vai dar a interpretação espiritual do texto lido. Os que estiverem nas mesmas condições dele, poderão ouvir-lhe os pensamentos; mas, os que estiverem em zona mental inferior, receberão os valores interpretativos, como acontece entre os encarnados, isto é, teremos a luz espiritual do verbo de Fábio na tradução do verbo materializado de Isabel”.

Vemos, então, a importância do Evangelho no Lar. Se feito de forma correta, recebemos a visita dos amigos espirituais, incluídos aí os guias (anjos da guarda), protegendo nosso lar, na medida em que cria barreiras vibratórias, impedindo o acesso de entidades inferiores.

E o modo correto de fazer Evangelho no lar é: determinado dia da semana e sempre no mesmo horário. Dessa forma, os espíritos protetores também estarão presente no momento da prece, aproveitando o momento para doar vibrações positivas.

 

4 – Tarefa de Casa

A tarefa de casa é composta por exercícios mentais e práticas edificantes que visam despertar nossa atenção para a necessidade de alterar nossos hábitos, ajudando em uma efetiva reforma íntima.

Sublimando nossos hábitos, alteramos a frequência de nossa vibração mental e elevamos nosso grau de consciência.

Até agora, os exercícios mentais e as práticas edificantes que sugerimos para fazer durante a semana são:

1º – Afastar todo e qualquer pensamento não edificante (ver aula 01 e 02 no link “Exercícios mentais”).

2º – Sempre que passar por alguém emitir bons pensamentos (ver aula 03 e 04 no link “Exercícios mentais”).

3º – Meditar por CINCO minutos, ao menos três vezes na semana. Preferencialmente, meditar todos os dias por cinco minutos. Preferencialmente, orar antes. Preferencialmente, antes de dormir (principalmente para quem tem insônia). (ver aula 05 no link “Exercícios mentais”).

4º – Evitar o descontrole emocional (raiva, cólera, ira, etc). (ver aula 06 no lik “Exercícios mentais”).

5º – Paciência – Esperar 1 minutos antes de ficar impaciente.

 

6º – Indignar-se com serenidade.

7º  – Ser generoso e solícito no dia a dia (no trabalho, na rua, trânsito, em casa, etc).

8º – Fazer Evangelho no Lar ao menos uma vez por semana (incentivamos realizar Evangelho no Lar nas quintas-feiras, dia que o Núcleo Espírita Amor e Paz, de Marília, realiza uma corrente de oração, entre 21h00min e 22h00min, faça no seu lar, com sua família).

O exercício a ser adotado hoje é: Leitura de Mensagem Edificante todos os dias.

Quem já adota esta prática, basta manter.

Porém, quem ainda não faz, deve começar a fazer.

Os espíritos superiores, como, por exemplo, Emmanuel, André Luiz, Bezerra de Menezes, etc, possuem uma visão ampla da aplicação do Evangelho em nosso dia a dia, de forma a modificar velhos hábitos (efetiva reforma íntima).

Nossa mente está viciada às vibrações mais grosseiras e muitas vezes defendemos determinada opinião errada achando que é a forma correta de se comportar em nosso cotidiano.

Por meio de breves leituras diárias de mensagens de espíritos superiores, nós vamos despertando nossas mentes para melhores formas de pensar.

Estas melhores formas de pensamento mudam, aos poucos, nossos atos e nosso comportamento, passando a viver em sintonia com os ensinamentos morais.

A necessidade de evoluir moralmente não é religiosa, mas sim obrigação natural de todos, porque somente com pensamentos evoluídos vibracionalmente conseguiremos interagir melhor com a matéria, ascendendo para planos de existência superiores e estando em sintonia com os espíritos de luz.

Além disso, somente com vibrações mentais mais sutis, vamos sublimando nossos veículos de manifestação (corpos), inclusive evitando doenças, já que diminuímos a quantidade de energia densa acumulada e evitamos a permuta de vibrações inferiores com espíritos vampirizadores.

Aos poucos, vamos sentindo a harmonia em nossos corações e mentes.

A leitura diária de mensagens edificantes é prática catalisadora de bons sentimentos e, por consequência, da efetiva reforma íntima.

Assim, o exercício da semana (que deve virar hábito para a vida toda) é sempre manter um livro de mensagens diárias e ler uma mensagem todos os dias, de preferência quando acordar e antes de dormir, de preferência antes de meditar e/ou orar.

Mensagem de Encerramento:

8 Comentários

Rafael Campagnoli Bueno { 27 de março de 2014 às 9:46 }

Sensacional Breno, sei que a caminhada é longa, já tenho melhorado muito, mais com essa visão que passou acho que todos ficaremos mais atentos ainda com o que se passa em nossas vidas, muito obrigado, admiro a clareza em discutir o tema, paz a todos….

Breno Costa { 27 de março de 2014 às 9:50 }

Olá Rafael!
Ficamos felizes que tenha gostado.
A ideia é esta mesmo, estudar com clareza e sem mistificações, resultando em conhecimento que ajudará em nossa caminha evolutiva.
Abraços!

Lu Belline { 3 de abril de 2014 às 8:04 }

Quanto devemos à esses dois Espíritos, André Luiz e Chico Xavier, por informações tão importantes para nossa evolução.

Érica Cardoso { 21 de abril de 2014 às 17:17 }

Maravilhosas informações, espero que consiga exercitar minha mente rumo a uma evolução moral e espiritual.Adoro esta página!!!

claudia lucia da silva { 22 de outubro de 2014 às 22:21 }

Maravilhosa essa materia.
Que DEUS E NOSSO MESTRE JESUS VOS ILUMINE SEMPRE.

REGILENE { 24 de outubro de 2014 às 19:08 }

transformação pela renovação do pensamento maravilhoso. obrigado

Terezinha de Souza e Silva { 24 de outubro de 2014 às 19:35 }

Vou iniciar o evangelho no lar e gostaria de saber se tenho que começar pela primeira página do livro ou abrir aleatoriamente e fazer a leitura?Obrigado.

Breno Costa { 24 de outubro de 2014 às 21:38 }

Olá Terezinha!
Tanto faz!
Pode pegar outros livros também, de mensagens, evangelho, importante é ser leitura edificante!

abraços,

Deixar um Comentário

Mensagens
Palestras todas as terças-feiras às 20:00 hrs no Núcleo Espírita - Amor e Paz
Rua Coronel José Bráz, 682 - Marília / SP

Clique aqui para ver a localização no mapa
| Clique para entrar em contato