Seção: Exercícios Mentais

Aula 03 – Emitir bons pensamentos para os outros

Neste estudo apresentaremos um novo exercício mental para ser realizado no dia a dia, visando uma efetiva reforma íntima e, consequentemente, melhora na qualidade de vida.

*

Agora, vamos aprender um novo.

Definição de André Luiz: “O pensamento é, sem dúvidas, força criadora de nossa própria alma e, por isto mesmo, é a continuação de nós mesmos. Através dele, atuamos no meio em que vivemos e agimos, estabelecendo o padrão de nossa influência, no bem e no mal”.

Todo e qualquer pensamento emite fluídos/vibrações.

Pelo pensamentos estamos sintonia com todas as pessoas encarnadas e desencarnadas que pensam como nós.

Livro “Mecanismos da Mediunidade”, p. 48:

“Imaginemo-lo (o espírito) como sendo um dínamo gerador, indutor, transformador e coletor, ao mesmo tempo, com capacidade para assimilar correntes contínuas de força e exteriorizá-las simultaneamente”.

Dínamo: máquina que transforma energia mecânica em energia elétrica.

 Livro “Mecanismos da Mediunidade”, p. 47:

A matéria mental é o instrumento sutil da vontade, atuando nas formações da matéria física, gerando as motivações de prazer ou desgosto, alegria ou dor, otimismo ou desespero, que não se reduzem efetivamente a abstrações, por representarem turbilhões de força em que a alma cria os seus próprios estados de mentação indutiva, atraindo para si mesma os agentes de luz ou sombra, vitória ou derrota, infortúnio ou felicidade”.

Livro “Mecanismos da Mediunidade”, p. 47:

Mentação Indutiva: a indução significa o processo através do qual um corpo que detenha propriedades eletromagnéticas pode transmiti-las a outro corpo sem contato visível, no reino dos poderes mentais a indução exprime processo idêntico, porquanto a corrente mental é suscetível de reproduzir as suas próprias peculiaridades em outra corrente mental que se lhe sintonize.”

“E tanto na eletricidade quanto no mentalismo, o fenômeno obedece à conjugação de ondas.”

Precisamos introduzir novas formas de pensamentos, resultando na ocupação de nossa mente em benefício do Bem.

Necessitamos abandonar o hábito das vibrações densas no decorrer do dia.

O Segundo exercício mental (que é ao mesmo tempo uma prática edificante) consiste em:

- Sempre que passar por alguém emitir bons pensamentos para ela: “Deus te ilumine”, “Que Jesus lhe abençoe”, “Que você receba muito amor e muita luz”, etc, (sempre pensamentos positivos).

—  Isso inclui:

a)   Pessoas necessitadas na rua;

b)   Pessoas que você não possua afinidade;

c)    Pessoas no ambiente de trabalho;

d)   Pessoas no ambiente familiar.

—  Com isso:

a) introduzimos uma prática edificante em nosso dia a dia (a caridade).

b) Criamos um reflexo condicionado que resultará em natural estímulo para nossa mente: vibrações positivas (frequência de ondas sutis), aumentando o tempo em que vibramos de forma benéfica e diminuindo o tempo que vibramos de forma densa.

Até agora, os exercícios mentais e as práticas edificantes que sugerimos para fazer durante a semana são:

1º – Afastar todo e qualquer pensamento não edificante.

2º – Sempre que passar por alguém emitir bons pensamentos.

Mensagem de Encerramento:

5 Comentários

eliene { 14 de março de 2014 às 21:41 }

me identifico com a doutrina,caminhos me conduzem a conhecer e praticar.fiz o exercicio menal e estou me sentindo bem.

cristina { 5 de maio de 2014 às 2:19 }

obrigada, novamente! vou me esforçar.

Eunice E. Corrêa { 13 de outubro de 2014 às 16:50 }

Obrigada pelos ensinamentos. Agora é por em prática!!

ROSE ELIANE { 15 de abril de 2015 às 7:16 }

Vou tentar.

Leonardo Minowa { 29 de maio de 2015 às 22:36 }

Já tinha um certo costume de realizar esse exercício, mas semana passada peguei firme e hoje me deparo com esse texto. Achei curioso hehe

Muita luz e boas energias para quem estiver lendo!!!

Deixar um Comentário

Mensagens
Palestras todas as terças-feiras às 20:00 hrs no Núcleo Espírita - Amor e Paz
Rua Coronel José Bráz, 682 - Marília / SP

Clique aqui para ver a localização no mapa
| Clique para entrar em contato