Seção: Artigos Breno Costa Breno Costa - Artigos

A Matéria é Vilã?

Dentro da evolução de nossa consciência, em razão de entendermos que as demais dimensões vibratórias são espirituais (tanto que as chamamos de Mundo Espiritual), qualificamos a matéria como vilã do Espírito.

Ocorre que é importante entender que a linguagem utilizada pelo Espírito de Verdade, ao responder as perguntas de Allan Kardec e explicar o Evangelho de Jesus Cristo, era própria para a época. Época em que o conhecimento humano restringia-se apenas a matéria visível e a ciência terrena pouco havia evoluído sobre os mistérios do Universo.

Assim, o termo “mundo espiritual” e a existência de “espíritos” foram utilizados para diferenciar o que existe nas outras dimensões vibratórias e nesta dimensão vibratória.

Porém, Allan Kardec prestigiava o raciocínio e a dialética. As argumentações de Allan Kardec no início de cada obra básica é de excelente retórica, tanto que foi conhecido mundialmente como “filósofo do Espírito” (estando, inclusive, escrito em sua lápide em Paris). Pela lógica ele demonstra a necessidade de haver vidas em outras dimensões e de Deus.

Hoje, após tantas obras espíritas, o Espiritismo evoluiu com diversas revelações mais aprofundadas sobre a permuta entre as dimensões vibratórias. Foi revelado, por exemplo, a existência de outros corpos além do perispírito (duplo etérico e corpo mental).

Com as obras de André Luiz, tornou-se evidente que não existe “mundo espiritual” propriamente dito, mas sim, infinitas dimensões com a matéria em infinitas composições vibracionais.

Aliás, fato que já era evidente na obra de Allan Kardec, mas que, em razão da infância consciencial, não percebíamos. A questão 27 do Livro dos Espíritos deixa claro que existem três elementos gerais do Universo: Deus, Espírito e Matéria (Trindade Universal). Assim, tudo que não é Deus e Espírito, necessariamente é Matéria.

Daí a conclusão óbvia é: o chamado “mundo espiritual” é material, não obstante em outra composição vibracional. Ora, eles são habitados por pessoas desencarnadas, sendo que essas pessoas habitam em alguma coisa (algum mundo), comem, dormem, trabalham, usam roupas, tudo isso é matéria em outra composição vibracional.

Com isso, temos que  a matéria não é vilã.

Quando é falado do materialismo como algo ruim, na verdade se refere aos sentimentos inferiores dos Espíritos, ou seja, da pessoa, como egoísmo, ganância, orgulho, vaidade e as paixões e os vícios, como drogas, sexo desregrado, bebidas, cigarro e demais.

A matéria é instrumento de que se serve a consciência para evoluir em busca da Vida Maior.

Expressamos na matéria a nossa consciência individual e por meio dela interagimos com outras individualidades do Universo.

Até mesmo o Espírito Puro utiliza a matéria.

Percebam que no Livro dos Espíritos está dito que o Espírito Puro se livrará de todas as vicissitudes da Matéria e não mais usará corpos perecíveis. Não está dito que não usará mais matéria, mesmo porque isso seria impossível.

Apenas será a matéria em composição tão diferenciada para nós, que não é possível nem mesmo imaginar como seria.

Mas, o raciocínio lógico explica o uso da matéria até mesmo nos Espíritos Puros: imaginemos um Espírito Puro:

- Ele habita algum mundo, esse mundo é matéria, porque não é Deus e não é outro Espírito.

- Ao pensar/comunicar ele emite vibrações, essas vibrações são matéria, porque não é Deus e não é outro Espírito.

- Ao trabalhar (o ócio não existe), ele utilizará matéria, porque não poderá “trabalhar” Deus e Espíritos.

Assim, a matéria não é vilã e a separamos do Espírito didaticamente e com fins de estudo.

Precisamos evoluir moral e intelectualmente para dominar a matéria e não ser dominados pelos sentimentos inferiores.

Até porque, nos demais planos de existência, com a matéria em outra composição vibracional, ela possui outros atributos que a torna mais plástica e influenciável pelo pensamento. Assim, a evolução do ser humano visa também capacitá-lo para a Vida Maior onde a matéria é diferenciada. Aqui é apenas uma escola.

2 Comentários

claudia { 28 de abril de 2014 às 20:54 }

Muito bom esse estudo. Ajuda a todos nos a compreendermos o que nos aguarda e para isso precisamos melhorar sempre. Obrigada.

Wagner Fecuri { 22 de maio de 2016 às 9:13 }

Muito bom

Deixar um Comentário

Mensagens
Palestras todas as terças-feiras às 20:00 hrs no Núcleo Espírita - Amor e Paz
Rua Coronel José Bráz, 682 - Marília / SP

Clique aqui para ver a localização no mapa
| Clique para entrar em contato